A Regeneração (1851-1868) e a Monarquia Constitucional | Palestra

A Regeneração foi a denominação dada ao período da história da Monarquia Constitucional Portuguesa compreendido entre 1851 e 1868, que teve origem no golpe militar orientado pelo Duque de Saldanha, João Carlos de Saldanha Oliveira e Daun (1790-1876). Este golpe, perpretado essencialmente contra o Cabralismo, inaugurou um período de estabilidade política e de consenso nacional, durante o qual se procederam a diversas reformas políticas, em especial relativas à Carta Constitucional, bem como económicas, numa clara aposta de uma política de obras públicas que permitisse o crescimento económico, a par do desenvolvimento europeu que então se verificava.

Pedro Urbano

Concluiu a licenciatura em História na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa em 2001. Em 2006 obteve o grau de mestre pela mesma Universidade com a dissertação A Casa Palmela e o desafio Liberal: estratégias de Afirmação, publicada pela Livros Horizonte em 2008.

Em 2014 obteve o grau de Doutor, também na mesma Universidade, com a tese financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia intitulada “Nos bastidores da Corte”: O Rei e a Casa Real na crise da Monarquia – 1889-1908, trabalho que venceu a 23ª edição do Prémio Victor Sá de História Contemporânea da Universidade do Minho.

É investigador do Instituto de História Contemporânea (UNL) e do Centro de Estudos Clássicos (FLUL). Participou, como bolseiro, em vários projectos de investigação da Universidade Nova de Lisboa, Universidade de Évora e ISCTE, no qual se destaca o Portuguese Women Writers, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. Participou em diversos encontros da COST Action IS0901 Women Writers in History e da COST Action IS1310 Reassembling the Republic of Letters, 1500-1800. Foi  membro da acção integrada Luso-alemã Redes culturais femininas entre Portugal e a Alemanha, financiada pela FCT e participante no projecto Site das Escritoras, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

As suas áreas de investigação têm sido as elites portuguesas durante a Monarquia Constitucional, tendo-se interessado mais recentemente pelo estudo da produção textual feminina ao longo de todo o século XIX. Apresenta regularmente o resultado das suas investigações em colóquios, quer em Portugal, quer no estrangeiro, tendo publicado vários artigos.

Presentemente, é professor de História de Portugal na Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s